quinta-feira, 11 de novembro de 2010

E ser mãe também deve ser isto....

estar doente. Bastante. Coisa que levou a 39 graus de febre e, ao contrário do costume, não delirar com bichos a subirem às paredes nem a rastejarem no chão. Só ter olhos para o meu cabritinho, não o largar com receio de não conseguir tratar convenientemente dele. Chorar de dores nas suas costas. Esperar que o pai viesse em meu auxílio e, aí sim, cair na cama!

1 comentário:

moi chéri disse...

txii mãe... melhoras rápidas!